28 de março de 2011

não.

1h45 e eu aqui, embalada na sua reticência.


voce enfiou seus dedos muito fundo, me violou.
rasgou meu vestido, minha intimidade.
me esperou sorrateiro, eu via o sarcasmo.
falou tres palavrões.
quis cuspir.

eu estava gozando quando você disse que não me queria mais.

10 comentários:

Steppen Wolf disse...

humm, entendo.

Intimidade devassada (mas não esse vestidinho lindo),
Não havia sarcasmo, apenas um pouco de cinismo (com a vida em geral),
E permita-se gozar novamente (com a negativa).

;)

bibiana veronica disse...

assumir o cinismo não redime a responsabilidade.


o gozo é praticamente uma súplica: não me deixe. permito esse ardor apenas para você.

Steppen Wolf disse...

Não redime, porém é um atenuante.

Dê a mim o sofrimento de volta,
Coloque meu coração à porta,
Minha sanidade à prova.

Eu quase chorei quando você quase tocou minhas mãos noites atrás...
Algumas pessoas diriam que não há nada demais,
Mas não estaria no meio deles por nada no mundo.
A mágoa é tão intensa, quanto o amor é profundo.

Ainda assim, há um belo trinômio para um inocente sonhador:
"Amor, Dor, Ardor"

bibiana veronica disse...

"Algumas pessoas diriam que não há nada demais,
Mas não estaria no meio deles por nada no mundo"

isso é certeiro!.

Steppen Wolf disse...

Palavras, palavras...fatos, fatos, atos.
As vezes, sustentar uma opinião, contra uma maré gigantesca, é deveras doloroso. Não que esteja lamentando, apenas...sei lá.

commenting. blé! =P

bibiana veronica disse...

dizer blé fala muito sobre você, querido anonimo.

Steppen Wolf disse...

mei-bi. =/

bibiana veronica disse...

"mei-bi" diz ainda mais.

Steppen Wolf disse...

Céus!
Você é terrível e eu desisto! rs

bibiana veronica disse...

eu sou terrivel mesmo. se não fosse, isso não existiria.