4 de março de 2012

disse que te amo.
e não, em nenhum momento poderia retirar isso.
não, em nenhum momento.

decerto possessão demoníaca.
falha na endorfina.
deficiência na sinapse.

decerto.



e todos tentam por toda uma vida estabelecer o que faz sentido apenas para si próprio.




"queria que voce visse minha casa nova.
falta sua música e seu cheiro nela.
falta seu gosto insistente na minha boca e sua saudade me percorrendo.
queria voce nessa cama, nesse sonho.
nossos sons na noite ofuscando as oferendas lá fora.
não quero ser nada, não me diz opinar.
falta seu palpite e seu cheiro de café pela manhã.
seu grito e seu gemido.
falta nossa desordem na vida e toda a consequência atrelada a ela.
seu humor está ausente nessa casa cheia da cor que voce me apresentou.
queria voce subindo novamente esse elevador vermelho me seduzindo.

na verdade eu só queria voce."

Um comentário:

garota do Blah disse...

caralho, que texto!
fo-da.