17 de outubro de 2012

amor

encarar o amor.
encarar a companhia e o afeto.
é hora de acreditar em sonohs bobos e deixar borboletas correrem.
é hora de escrever inutilidades, imbecilidades.

sorrir para o espelho.
sorrir para as paredes, sorrir para o mundo.

conheci voce assim.
aéreo.
desconsolado.
sozinho.
imperfeito, deselegante e a pedir.

assim te devolvi.



continuamos sozinhos e deselegantes.

2 comentários:

NãosouoTed disse...

As vezes esse amor que voce se refere não passa somente de uma utopia entre os loucos.
Porem prefiro ser louco e acreditar.

Bibiana Veronica disse...

basta ser louco, nãoted.
basta ser louco.